2017/08/20

PROGRAMAÇÃO FAMILIAR



    images (5).jpg

Evangelho no Lar para   21/08/ 2017 com início às 21 horas
  • PROGRAMAÇÃO FAMILIAR
Estimadas irmãs e irmãos em Cristo.
Diariamente temos novos elementos em nosso grupo, por isso, esclarecemos que se  você não desejar receber mais nossas mensagens, pedimos o favor de nos informar através do @ que a recebeu, respeitaremos a manifestação de vossos sentimentos e os respeitaremos promovendo a exclusão se seu e-mail de nossa lista.

Prece Inicial

Iluminação

Senhor se no mundo que me cerca eu não puder enxugar uma lágrima
Não conseguir dizer uma palavra de conforto fazer alguém sorrir de verdade
O Deus se eu não souber ser justo humilde atencioso e promotor da esperança na
terra.
Se não puder lutar contra as injustiças,agir com dignidade
Deixar de me irritar com as pequenas coisas
Compreender que os outros também têm suas limitações
Senhor se eu não souber aceitar a tua vontade acima da minha própria vontade
Então, não permita que eu condene as guerras e ore pela paz
Não aceita a oferta que eu te oferecer. Nem escute os meus constantes pedidos de
socorro. Mas quando vier te pedir perdão.
Oh Deus, perdoa-me por inteiro e lava meu coração no sangue da nova e eterna
aliança contigo por meio de Jesus teu filho amado. Ilumina a minha inteligência
e a minha vontade, para que eu possa viver na tua presença todas as horas do dia e todos os dias da vida.
Amem em Jesus

novologo3.png

Leitura.
PROGRAMAÇÃO FAMILIAR

1 - PROGRAMAÇÃO FAMILIAR

André Luiz, no livro "Entre a Terra e o Céu", nos ensina que "o processo de nascimento e renascimento na Terra, sob o ponto de vista físico, está a cargo de leis biológicas, e quem executa esses processos são inteligências especializadas, principalmente, em suas características morais. Podemos dizer que tudo é planejado cuidadosamente, visando ao progresso e à evolução. Os programas do plano material são simplesmente uma fotocópia do plano espiritual. Assim, como temos documento de identificação na Terra, o temos igualmente nas esferas espirituais, porém muito mais minucioso, preenchido através de nossa vivência no decorrer das vidas sucessivas. Dessa forma, somos retratados por dentro. A escolha, a semeadura, pertence a nós. Fazendo uso do nosso livre-arbítrio, aproveitamos ou deixamos de aproveitar as inúmeras oportunidades que nos surge todos os dias: porém a Ficha Espiritual vai sendo preenchida criteriosamente, retratando-nos por dentro, automaticamente, sob o perfeito mecanismo das Leis Naturais, para que possamos fazer a colheita com plena Justiça. Geralmente é apresentado um saldo médio que é um montante de débitos a resgatar" .
Portanto, nós, Espíritos fora do vaso material com a visão mais ampliada, sentindo o peso da responsabilidade e necessidade de evolução, concordamos em acertar os erros do passado e, baseados nessa Ficha, com a ajuda dos mentores e amigos que nos orientam os destinos, podemos realizar um programa de trabalho, convidando os credores para uma PROGRAMAÇÃO FAMILIAR.
Assim, voltamos a pagar nossas dividas através dos abençoados caminhos da reencarnação e o ponto de encontro é o lar. Não existe lugar mais adequado, para desenvolvermos este programa. Eis aí a família vista pelo lado espiritual: mas, assim que nos instalamos na Terra, iludidos com a percepção dos sentidos, fazemos, quase sempre, tudo ao contrário.

2 - Esquecimento do Passado

Ao voltarmos pelos laços da consangüinidade, encarnados, fugimos aos compromissos anteriores e achamos que temos direitos sobre as vidas de nossos filhos, irmãos, esposos, esposas, esquecendo que somos espíritos eternos, filhos do mesmo Pai.
Ligados, ainda, às zonas inferiores de onde partimos para a experiência carnal, teimamos em continuar aliciados aos pensamentos, tendências e ações, aos Espíritos que ficaram na retaguarda, sem conseguirem, ainda, a bênção do arrependimento e a oportunidade valiosa da reencarnação. Atraímos esses irmã: através de nossos desvios (muitas vezes por ignorarmos a Verdade).
Urge melhorar a qualidade de nossos pensamentos, habituados ao negativismo, à satisfação de nosso orgulho e vaidade, porque, ao criarmos ambiente hostil e negativo à nossa volta, enfermiçamos o lar, afetamos a organização psicológica de todos, principalmente das crianças e, da formação deste clima pesado, advêm conseqüências infelizes das quais, nem sempre, conseguimos sair. Neste círculo vicioso de constante reclamação, descontentes com o que somos e com o que temos, tornamos o quadro familiar uma verdadeira continuação das regiões umbralinas, inferiores, e o lar, que deveria ser um oásis de paz, torna-se lugar confuso e indesejável.
Quando toda a família contribui com esta carga negativa, criando química mental inferior, o lar se impregna de doenças sem diagnósticos ou problemas inexplicáveis sem motivo aparente. Gasta-se dinheiro com analistas e médicos, na maioria das vezes sem necessidade. As crianças não querem alimentar-se, não dormem bem e quase sempre se assustam com as formas-pensamento dos adultos. Estes, não conseguindo frear nervosismo, a insatisfação, os desajustes e outras tendências inferiores, acalentadas há muitos séculos, desviam-se da rota a seguir e enveredam por caminhos contrários ao Bem, sem forças para retomar o rumo certo.
Neste ambiente negativo, quase sempre, a família torna-se presa fácil de irmãos inferiores, que aproveitam todas as oportunidades para desviá-la de seus nobres compromissos. Tudo o que possa contribuir para a felicidade, no lar, é tolhido por forças estranhas, que impedem se concretizem as melhores aspirações do grupo, seja no trabalho, na profissão, nos estudos, na saúde, no casamento dos filhos (desviando aqueles que deveriam entrar na família, a fim de completarem o quadro, e inspirando o desejo de união com outros que nada têm que ver, surgindo, muitas vezes, as uniões infelizes que terminam na dissolução do casamento), ou até mesmo nas simples amizades, propiciando largamente a inimizade entre grupos de amigos, nas vizinhanças, no ganha-pão, nos estudos, fechando, assim, as vias normais determinadas ao desenvolvimento dos componentes do lar.
E quando o desequilíbrio já está instalado, a família, então, necessita da ajuda de outros irmãos que, evangelizados, através de preces, vibrações, energias da vontade e do pensamento, proporcionam um verdadeiro tratamento espiritual, fortalecendo e reequilibrando o lar (quando os desajustados desejam a melhora e aspiram viver em harmonia e paz: do contrário, isto é, sem querer ser ajudados, fica difícil a transformação do lar ou de qualquer pessoa). Nesta hora, lembramos as advertências de Jesus: "Ajuda-te que o Céu te ajudará", porque além de estarmos predispostos a receber o apoio de que necessitamos também temos que nos esforçar em prol da nossa melhora.
As vezes, apenas um elemento da família atrai todas estas desordens, fazendo o grupo familiar sofrer as conseqüências de seus desvios (que podem ser conscientes ou inconscientes, ou seja, os motivos encontram-se na encarnação anterior porquanto na atual ele nada fez de ruim). Neste caso, precisamos fazer com que este elemento se sinta amado, encorajando-o ao Bem e neutralizando suas tendências, através das boas ações, da compreensão e do carinho que dispensaremos exclusivamente a ele.

3 - Cadinho

Sabemos que nada é obra do acaso e que o filho, o irmão, o cônjuge, etc.. incompreensivelmente contrários a nós, são oportunidade de elevação espiritual para todos, devendo estes casos serem vistos somente pelo lado do bem e do crescimento bendito que nos oferecem através da dedicação, do amor e renúncia,
Quantas vezes falamos, erroneamente: esta criatura não esta no programa, ela é um verdadeiro problema em nossa vida! Nessa hora, estamo-nos esquecendo da realidade de que as pessoas que mais nos solicitam e nos fazem sofrer são exatamente aquela" , quem prejudicamos em outras vidas. Elas estão apenas cobrando o que lhes pertence, daí, a razão do dizer de Emmanuel que .. LAR É O CADINHO REDENTOR DAS ALMAS ENDIVIDADAS".
Analisando essa frase, citada por Emmanuel, a princípio tivemos a impressão que o lar seria como um lago azul, tranqüilo sereno, cercado de campinas verdes, cisnes deslizando na superfíce dessas águas cristalinas. Mas fomos verificar o significado da palavra "cadinho" e vimos que é nome dado a um recipiente de material altamente resistente ao calor, sendo usado em laboratório na depuração dos metais, e dali, o ouro, o crisol, fervendo em alto grau, saem puros e brilhantes.
Sempre lemos nas histórias para crianças: "casaram-se e foram felizes para sempre ... ", e com tendência a acreditarmos nos sonhos e facilidades, sem esforço próprio, corremos atrás dessa felicidade sem mescla, porém muito distante da realidade da vida.
Emmanuel com sabedoria e poder de síntese, vem nos dizer "que, se nos decepcionamos no casamento é devido ao conceito errôneo que temos, em relação ao lar, esquecendo-nos de que não existe vitória sem luta, e a criatura consciente, que não se ilude não sofre decepções", E Jesus, há 2000 anos, alertou-nos dizendo:
"A felicidade, ainda, não é deste mundo! .. ."
Os decepcionados com a vida são como os soldados que não se preparam para a luta. Portanto, nos preparemos ... busquemos as armas. Jesus colocou-as em nossas mãos, há muitos séculos

4 - A Lição do Esquecimento

"Não fosse o olvido temporário que assegura o refazimento da alma, na reencarnação, segundo a misericórdia do Senhor que lhe orienta a reta Justiça, decerto, teríamos no mundo, ao invés da escola redentora, a jaula escura e extensa, onde os homens se converteriam em feras a se digladiarem indefinidamente.
Não fosse o dom do esquecimento que envolve o berço terrestre, e o ódio viveria eternizado, transformando a Terra em purgatório angustioso e terrível, onde nada mais faríamos que chorar e lamentar, acusar e gemer.
A Divina Bondade, contudo, em cada romagem do Espírito no campo do mundo, confere-lhe no corpo físico o arado novo suscetível de valorizar-lhe a replantação do destino no rumo do porvir.
De existência a existência, o Senhor vela-nos carinhosamente a memória, a fim de que saibamos metamorfosear espinhos em flores e aversões em laços divinos.
O Pai, no entanto, com semelhante medida, não somente nos ampara com a providencial anestesia das chagas interiores, em favor do nosso êxito em novos compromissos. Com essa dádiva, Ele, que nos reforma o empréstimo do ensejo de trabalho, de experiência a experiência, nos induz à verdadeira fraternidade, para o esquecimento de nossas faltas recíprocas, dia-a-dia.
Aprendamos a olvidar as úlceras e as cicatrizes, as deformidades e os defeitos do irmão de jornada, se nos propomos efetivamente a avançar para diante, em busca de renovadores caminhos. Cada dia é como que a "reencarnação de oportunidade", em que nos cabe aprender com o Bem, redimindo o passado e elevando o presente, para que o nosso futuro não mais se obscureça. Nas tarefas de redenção, mais vale esquecer que lembrar, a fim de que saibamos mentalizar com segurança e eficiência a sublimação pessoal que nos cabe atingir.
O Senhor nos avaliza os débitos, para que possamos adquirir os recursos destinados ao nosso próprio reajustamento à frente da lei.
Recordemos o exemplo do Céu, destruindo os resíduos de sombra que, em forma de lamentação e de queixa, emergem ainda à tona de nossa personalidade, derramando-se em angústia e doença, através do pensamento e da palavra, da voz e da atitude. Exaltemos o Bem, dilatemo-lo e consagremo-lo nos menores gestos e em nossas mínimas tarefas, a cada instante da vida, e, somente assim, aprenderemos com o Senhor a olvidar a noite do pretérito, no rumo da alvorada que nos espera no fulgor do amanhã." (Livro "Família" - Emmanuel)
Muitos de nós, por mera curiosidade, desejamos saber das existências passadas, sempre com a intenção de descobrir algo do mistério maravilhoso que nos faz esquecer, completamente, o que fomos. Mas, amigos, a nossa condição atual nos indica, pelo que somos agora, o que fomos antes. Estudemos nossas tendências, a qualidade de nossos pensamentos e inclinações e não será difícil descobrirmos um personagem do passado, quase sempre escuro e sombrio. Somos, hoje, invariavelmente melhores do que ontem. Através das experiências, do sofrimento e da dor, vamos aprendendo a resgatar hábitos que nos traziam atados a determinadas situações no passado. É certo que alguns de nós ficamos, às vezes por tempo indeterminado, estacionários, sem querermos ir para frente e sem podermos voltar, porque a criatura jamais retrograda, porém os hábitos estranhos e infelizes acabam desgastando nossas energias, impedindo-nos de dar um passo à frente.
Não será esse o nosso caso, pois, seja o que for que tenhamos sido, resolvemos aqui e agora melhorar nossa condição de espírito eterno, almejando o futuro com lucidez e sabedoria, e trabalhando ininterruptamente pela reforma de nossos hábitos, sentimentos, pensamentos e ações.
Maria T. Compri

banner (1).jpg
Comentário


PROGRAMAÇÃO GENÉRICA e PROGRAMAÇÃO ESPECÍFICA

487- Genericamente, todos os Espíritos, ao reencarnarem, trazem consigo uma programação a ser cumprida. Ela principia já no ato da concepção, quando a família material é eleita e, a partir daí, um extenso percurso está traçado.

488- Ninguém, pois, escapa à programação genérica e todos a têm em igualdade de condições, ou seja, ainda que variando as peculiaridades que lhe são inerentes, cada encarnado possui a mesma longa trilha a percorrer.

489- O mesmo não se pode dizer no tocante à programação específica, que representa um acréscimo à primeira e que varia bastante de um indivíduo para outro. É nesta senda que os encarnados mais se diferenciam entre si.

490- Em matéria de especificidade, a título de exemplo, um encarnado pode nascer cego, enquanto outro possui o recurso visual com perfeição; alguém pode ter problemas físicos, enquanto o semelhante pode ser, nesse campo, são. Alguns terão provas mais duras a enfrentar, outros mais leves. Terceiros possuirão longos períodos a expiar, enquanto muitos poderão vivenciar equilibrada e alternadamente momentos de expiação com períodos de alegria. Trata-se de uma programação detalhista, que diz respeito ao que se espera do Espírito quando ele conclui o seu estágio na crosta terrestre.

491- A programação específica é extremamente importante para o ser humano, pois irá submetê-lo à principal prova da sua existência, que é a da resignação diante de Deus.

492- Revoltar-se, em face de obstáculos específicos, alegando que o vizinho não os vivência, é mostra de insatisfação, rebeldia e falta de fé. Portanto, motivo de apresentar débitos angustiantes ao final da trajetória.

493- Compreender a Justiça Divina — e seu caráter absoluto como já foi visto em itens precedentes, poderá trazer elementares subsídios ao encarnado no seu modo de ver e compreender a trilha específica que tem à sua frente.

494- Assim fazendo, não viverá em função do que os outros tem e ele não; nem tampouco irá exigir para si este ou aquele atributo ou qualidade que vê em seu semelhante. Jamais colocará o dedo em riste, cobrando do destino uma meta não preparada para sua jornada. Será complacente e humilde para acatar os Desígnios Divinos. Viverá, na plenitude, ainda que possa apresentar falhas, a sua programação específica.

495- A genérica lhe determina o instante do renascimento. Fixa parâmetros gerais e o insere num núcleo familiar com o qual irá conviver por algumas décadas.

496- A específica lhe prepara as situações de risco, colocando-o face a face com algum momento de decisão importante ou certo perigo iminente, de acordo com a prova que tem a enfrentar. A título de exemplo, estar diante de um incêndio de grandes proporções, sofrer um desastre aéreo ou ser envolvido por um naufrágio pode ser a situação de risco que lhe foi preparada pela programação específica.

497- Em casos particulares, a programação específica projeta a época do desencarne ou prolonga a existência do ser, ainda que todos na Crosta julguem-no desenganado.

498- O encarnado pode ter participado do planejamento de ambas antes de ter renascido no plano material.

499- O Espírito, em vias de reencarnar, pode, pois, optar por sua programação genérica e ajudar a traçar a sua específica.

500- É realidade que poucos conseguem fazê-lo na sua totalidade, aceitando de bom grado todas as nuanças da genérica e todos os detalhes da específica.

501- Via de regra, acatam melhor a genérica, porém questionam muito os valores eleitos para a específica. São poucos os que se submetem a duras expiações — parte da específica — ainda que aceitem o reencarne nesta ou naquela família — parte da genérica.

502- Espíritos mais evoluídos traçam em perfeita sintonia com o Plano Superior as suas programações genérica e específica, ao passo que os menos evoluídos relutam até o último instante e, com relativa frequência, retornam à Crosta sob determinismo do Alto, sem portanto optar por suas provas, nem pelos enfrentamentos expiatórios.

503- E' imprescindível o conhecimento e a aceitação desses dois tipos de programação, para que o encarnado desenvolva na sua existência corpórea o melhor equilíbrio entre força de vontade e resignação. Conseguirá, assim, triunfar na reforma íntima, garantindo sua evolução.

504- Ponto essencial a ser abordado é a interligação entre o livre-arbítrio e a programação. Do mesmo modo que, na fase última que antecede o reencarne, pode o Espírito, utilizando seu livre-arbítrio, participar da eleição das suas programações genérica e específica, quando em estágio na crosta terrestre ele também poderá, usando sua livre vontade, alterar alguns rumos da sua programação específica.

505- A genérica não é passível de alteração pelo livre-arbítrio do encarnado, porque realiza-se e concretiza-se no instante do renascimento.

506- Daí porque torna-se fundamental bem compreender a teoria do risco e seus corolários, assim como o amplo espectro que compõe o livre-arbítrio, no contexto das programações que regem a lei da reencarnação.

Cairbar Schutel
65148472-c83e-4c00-b8c2-cd4bf1ba1796_6.jpg
Mensagem

Senhor ilumina todos os lares, hospitais, Hospícios, cadeias e todo Universo de
necessitados
Pai celestial, que habitais o meu interior, impregna com a Tua Luz vital cada
célula de meu corpo, expulsando todos os males, pois estes não fazem parte de
meu ser. Na minha verdadeira realidade, como filho de Deus perfeito que sou, não
existe doença; por isso que se afaste de mim todo o mal, todos os bacilos,
micróbios, vírus, bactérias e vermes nocivos, para que a perfeição se expresse
no meu corpo, que é templo de Divindade.
Pai teu Divino filho Jesus disse: pedi e recebereis, porque todo aquele que pede
recebe, portanto, tenho absoluta certeza de que a minha oração da cura já é a
própria cura. Para mim agora, só existe esta verdade: a cura total. Mesmo que a
imagem do mal permaneça por algum tempo no meu corpo, só existe em mim agora a imagem mental da cura e a verdade da minha saúde perfeita.
Todas as energias curadoras existentes em mim estão atuando intensamente, como
um exército poderoso e irresistível, visando os inimigos, fortalecendo as
posições enfraquecidas, reconstruindo as partes demolidas, regenerando todo o
meu corpo.
Sei que é o poder de Deus agindo em mim e realizando o milagre maravilhoso da
cura perfeita.
Esta é a minha verdade mental. Esta portanto é a verdade do meu corpo.
Agradeço-te, oh! pai, porque Tu ouvistes a minha oração.
Dou-te graças, com toda alegria e com todas as forças interiores porque tua
vontade de perfeição e saúde aconteceram em mim, em resposta ao meu pedido.
Assim é e assim será.
Um fraternal abraço, e a nossa vibração com a certeza de que a Paz se fará em
seu mundo íntimo.

Prece de Encerramento

Deus eterna Bondade


"Deus de eterna bondade, em prece de louvor entrego-te minha alma,
sê bendito meu pai em todos os recursos, ferramentas, processos e medidas dos quais te utilizasses à fim de que eu perceba que tudo devo à ti.
Agradeço-te pois o tesouro da vida,
a presença do amor,
a constância do tempo,
o sustento da fé,
o calor da esperança que me acena o porvir,
o santo privilégio de servir,
o pensamento reto que me faz discernir o que é mau e o que é bem, na clara obrigação de nunca desprezar ou de ferir alguém ...
Agradeço-te ainda, a visão das estrelas à esmaltarem de glória o lar celeste,
as flores do caminho,
os braços que me amparam e os gestos de carinho dos corações queridos que me deste.
Por tudo te agradeço e QUANDO te aprouver despojar-me dos bens com que me exaltas ... ensina-me senhor à devolver tudo o que me emprestas-te ...
Mas por piedade ó pai , deixa-me em tudo por apoio e dever , a benção de ACEITAR e o dom de COMPREENDER. " -

Momento da Fluidificação das águas (bênçãos).

Expansão Evangelizadora do Lar Santo André
Brasil e Portugal, para: A Europa e o Mundo.
Por uma Humanidade mais Cristã!
Rinnovo dell'Anima :
Nossas ferramentas de comunicação, associem-se ao nosso Grupo e Blog:
Ananias Luiz Barreto ananiasbarreto@gmail.com
Hananias Huiz Bharreto peregrinosnolar.evangelho@gmail.com
Victor Passos
caminheirodapaz@gmail.com

Novos Links - façam.- se seguidores

Evangelho do lar S.André Expansão
Espiritismo em Debate

Atendimento Fraterno Directo


Acessem nossos links abaixo que encontrarão lá os temas.
Nosso Grupo – http://groups.yahoo.com/group/evangelhodolar/
Nosso Blog – http://santoandreevangelhodolar.blogspot.com/
Caso não queira mais receber esse tipo de e-mail, por favor, escrevam para:
Ananias Luiz Barreto: ananiasbarreto@gmail.com
Orientador - Victor Passos















Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *