Verdadeira Pureza e Mãos não Lavadas





Santo André Expansão Evangelizadora do Lar


Capítulo 8 – BEM-AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO


Verdadeira Pureza e Mãos não Lavadas



Evangelho no Lar para 19/08/ 2013 com início às 21 horas


Estimadas irmãs e irmãos em Cristo.
Diariamente temos novos elementos em nosso grupo, por isso, esclarecemos que se
você não desejar receber mais nossas mensagens, pedimos o favor de nos informar
através do @ que a recebeu, respeitaremos a manifestação de vossos sentimentos e
os respeitaremos promovendo a exclusão se seu e-mail de nossa lista.


Nota ; Amigos visto estar a substituir nosso Irmão Ananias, tomarei caminho de
Evangelho por outro angulo e depois ele retornará a dar sequência a seu
trabalho.


Prece Inicial


Iluminação


Senhor se no mundo que me cerca eu não puder enxugar uma lágrima
Não conseguir dizer uma palavra de conforto fazer alguém sorrir de verdade
O Deus se eu não souber ser justo humilde atencioso e promotor da esperança na
terra
Se não puder lutar contra as injustiças,agir com dignidade
Deixar de me irritar com as pequenas coisas
Compreender que os outros também têm suas limitações
Senhor se eu não souber aceitar a tua vontade acima da minha própria vontade
Então, não permita que eu condene as guerras e ore pela paz
Não aceita a oferta que eu te oferecer. Nem escute os meus constantes pedidos de
socorro. Mas quando vier te pedir perdão.
Oh Deus, perdoa-me por inteiro e lava meu coração no sangue da nova e eterna
aliança contigo por meio de Jesus teu filho amado. Ilumina a minha inteligência
e a minha vontade, para que eu possa viver na tua presença todas as horas do dia e todos os dias da vida.
Amem em Jesus


3. Leitura do Evangelho


Verdadeira Pureza e Mãos não Lavadas


8. Então chegaram a ele uns escribas e fariseus de Jerusalém, dizendo: Por que violam os teus discípulos a tradição dos antigos? Pois não lavam as mãos quando comem o pão. E ele, respondendo, lhes disse: E vós também, por que transgredis o mandamento de Deus, pela vossa tradição? Porque Deus disse: Honra a teu pai e a tua mãe, e o que amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe, morra de morte. Vós outros, porém, dizeis: Qualquer que disser a seu pai ou a sua mãe: Toda a oferta que faço a Deus te aproveitará a ti, está cumprindo a lei. Pois é certo que o tal não honrará a seu pai ou a sua mãe. Assim é que vós tendes feito vão o mandamento de Deus, pela vossa tradição. Hipócritas, bem profetizou de vós outros Isaías, quando diz: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Em vão, pois, me honram, ensinando doutrinas e mandamentos que vêm dos homens. E chamando a si as turbas, lhes disse: Ouvi e entendei. Não é o que entra pela boca o que faz imundo o homem, mas o que sai da boca, isso é o que faz imundo o homem. Então, chegando-se a ele os discípulos, lhe disseram: Sabes que os fariseus, depois que ouviram o que disseste, ficaram escandalizados? Mas ele, respondendo, lhes disse: Toda a planta que meu Pai não plantou será arrancada pela raiz. Deixai-os; cegos são, e condutores de cegos. E se um cego guia a outro cego, ambos vêm a cair no barranco. E respondendo Pedro, lhe disse: Explica-nos essa parábola. E respondeu Jesus: Também vós outros estais ainda sem inteligência? Não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce ao ventre, e se lança depois num lugar escuso? Mas as coisas que saem da boca vêm do coração, e estas são as que fazem o homem imundo; porque do coração é que saem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as fornicações, os furtos, os falsos testemunhos, as blasfêmias. Estas coisas são as que fazem imundo o homem. O comer, porém, com as mãos por lavar, isso não faz imundo o homem. (Mateus, XV: 1-20).
9. E quando Jesus estava falando, pediu-lhe um fariseu que fosse jantar com ele, e havendo entrado, sentou-se à mesa. E o fariseu começou a discorrer lá consigo mesmo sobre o motivo porque não se tinha lavado antes de comer. E o Senhor lhe disse: Agora vós outros, os fariseus, limpais o que está por fora do copo e do prato, mas o vosso interior está cheio de rapina e de maldade. Néscios, quem fez tudo o que está de fora não fez também o que está de dentro? (Lucas, XI: 37-40).
10. Os Judeus haviam negligenciado os verdadeiros mandamentos de Deus, apegando-se à prática de regras estabelecidas pelos homens, e das quais os rígidos observadores faziam casos de consciência. O fundo, muito simples, acabara por desaparecer sob a complicação da forma. Como era mais fácil observar a prática dos atos exteriores, do que reformar-se moralmente, de lavar as mãos do que limpar o coração, os homens se iludiam a si mesmos, acreditando-se quites com a justiça de Deus, porque se habituavam a essas práticas e continuavam como eram, sem se modificarem, pois lhes ensinavam que Deus não exigia nada mais. Eis porque o profeta dizia: "É em vão que esse povo me honra com os lábios, ensinando máximas e mandamentos dos homens".
Assim também aconteceu com a doutrina moral do Cristo, que acabou por ser deixada em segundo plano, o que faz que muitos cristãos, à semelhança dos antigos judeus, creiam que a sua salvação está mais assegurada pelas práticas exteriores do que pelas da moral. É a esses acréscimos que os homens fizeram à lei de Deus, que Jesus se refere, quando diz: "Toda a planta que meu Pai não plantou, será arrancada pela raiz".
A finalidade da religião é conduzir o homem a Deus. Mas o homem não chega a Deus enquanto não se fizer perfeito. Toda religião, portanto, que não melhorar o homem, não atinge a sua finalidade. Aquela em que ele pensa poder apoiar-se para fazer o mal, é falsa ou foi falseada no seu início. Esse é o resultado a que chegam todas aquelas em que a forma supera o fundo. A crença na eficácia dos símbolos exteriores é nula, quando não impede os assassínios, os adultérios, as espoliações, as calúnias, e a prática do mal ao próximo, seja qual for. Ela faz supersticiosos, hipócritas e fanáticos, mas não faz homens de bem.
Não é suficiente ter as aparências da pureza, é necessário antes de tudo ter a pureza de coração.



Comentário
Jesus estava falando, pediu-lhe um fariseu que fosse jantar com ele, e havendo entrado, sentou-se à mesa. E o fariseu começou a discorrer lá consigo mesmo o motivo por que não se tinha lavado antes de comer. E o Senhor lhe disse: Agora, vós outros, os fariseus, limpais o que está por fora do copo e do prato, mas o vosso interior está cheio de rapina e de maldade. Néscio, quem fez tudo o que está fora, não fez também o que está dentro?” (Lucas, XI: 37-40).
Quem eram os escribas e os fariseus? Os primeiros eram assim chamados por terem o cargo de escrever a lei e explicá-la. Já no tempo de Jesus essa designação referia-se, especialmente, aos doutores da lei, que ensinavam a lei de Moisés e a interpretavam para o povo. Jesus os citou junto com os fariseus, porque eles partilhavam dos seus princípios e tinham aversão aos inovadores.
Fariseus, adeptos da seita judia, fundada por Hilel, nos anos de 180 a 200 antes de Cristo, doutor judeu nascido na Babilônia. Foram perseguidos, recuperaram o poder, conservando-o até a queda de Jerusalém, pelos romanos, no ano 70 após Cristo, quando a seita desapareceu, com a dispersão dos judeus.
Aceitavam que a fé só era dada pelas escrituras, acreditavam na Providência divina, na imortalidade da alma, na eternidade das penas, na ressurreição dos mortos. Eram rigorosos nas práticas exteriores do culto e das cerimônias, inimigos das inovações, afetavam grande severidade de princípios, mas tinham costumes dissolutos às escondidas; exerciam grande influência sobre o povo, pelo rigor na observação das práticas exteriores. A religião, para eles era um meio de possuir o poder.
Nos Evangelhos, vemos dois fariseus que se sensibilizaram com os novos ensinos: Nicodemos e Gamaliel que defenderam os apóstolos que haviam sido presos, os quais foram libertados (Atos, 5:33 e seguintes). De Gamaliel, temos mais notícias no livro Paulo e Estevão, de Emmanuel, psicografado por Francisco Cândido Xavier, tentando amenizar a severidade dos membros do Sinédrio no julgamento de Estevão, visitando a Casa do Caminho, declarando-se amigo de Simão Pedro, advogando a causa dos continuadores de Jesus nos capítulos VI, VII da primeira parte e declarando-se cristão para Saulo no capítulo II da Segunda parte.
Na citação de Jesus, em relação ao mandamento : “Honrai a teu pai e a tua mãe”, fazia parte da lei, o amparo material aos pais. Mas eles burlavam a lei, alegando que o dinheiro que davam ao Senhor, nos templos, já era o cumprimento da lei, uma vez que, então, o Senhor cuidaria deles. Jesus os desmascara com suas palavras(1).
As leis políticas, os usos e costumes do povo judeu eram frutos das interpretações da s leis de Moisés. Todavia, pela própria imperfeição do homem em seguir os dez mandamentos, esses foram sendo negligenciados, no decorrer do tempo, de forma que mais valorizadas eram as práticas exteriores dos mesmos, por serem mais visíveis, mais fáceis de serem percebidas e de serem cumpridas.


Assim, no exercício dos atos exteriores, julgavam estar cumprindo a s leis de Deus. Nisso , até hoje, não houve muita mudança, nos religiosos, de maneira geral.
Lavar as mãos antes das refeições era um preceito mais fácil de ser cumprido do que limpar o coração, escreve Kardec, esclarecendo porque Isaias dissera: “ Este povo me honra com os lábios, ensinando máximas e mandamentos dos homens.”
Por isso, hoje, quem pretende seguir os ensinos de Jesus, precisa estar, continuamente, estudando-os, trazendo-os, para os dias atuais, a fim de não se perder nos hábitos dos que buscam viver somente o presente, sem medir as conseqüências dos mesmos.
Com o espiritismo, os ensinos de Jesus tornaram-se muito mais claros, lógicos e racionais, possíveis de serem aplicados em nossos dias, se não na sua profundidade, mas, no propósito do esforço de sua vivência.
Basta esforço para tudo analisar, segundo a sobrevivência da alma, no seu processo evolutivo constante e determinado por Deus, na lei de causa e efeito, que devolve a cada um apenas o que cada um lhe dá, em sentimentos, em pensamentos e em ações.
Quando Jesus diz: “Toda a planta que meu Pai não plantou, será arrancada”, referia-se a todo uso, costume, hábito, lei, que não estiverem de acordo com a Sua lei: o Bem. Tudo que traz prejuízo a alguém, a si mesmo ou a outrem, que não beneficia, não foi criado por Deus, mas constitui-se em mandamentos dos homens imperfeitos, egoístas e orgulhosos, que se julgam poderosos, e desaparecerão da humanidade terrestre regenerada.
Vale o esforço de estudar os ensinos do Mestre à luz do espiritismo, porque quem o faz, constante e perseverantemente, no silêncio do seu interior, esforçando-se para vivenciá-los, no dia-a-dia, sente crescer o entusiasmo pela vida, porque se reconhece fazendo parte de uma humanidade que tem por destino ser perfeita e feliz.
“ A finalidade da religião é conduzir o homem a Deus. Mas o homem não chega a Deus, se não se fizer perfeito. Toda religião, portanto, que não melhora o homem não atinge a sua finalidade. Aquela em que ele pensa poder apoiar-se para fazer o mal, é falsa ou foi falseada no seu início. Esse é o resultado a que chegam todas aquelas em que a forma supera o fundo. A crença na eficácia dos símbolos exteriores é nula, quando não impede os assassinos, os adultérios, as espoliações, as calúnias, e a prática do mal ao próximo, sejam qual for. Ela faz supersticiosos, hipócritas e fanáticos, mas não faz homens de bem.
Não é suficiente ter as aparências da pureza; é necessário antes de tudo ter a pureza de coração!”



Vibrações


Senhor ilumina todos os lares, hospitais, Hospícios, cadeias e todo Universo de
necessitados
Pai celestial, que habitais o meu interior, impregna com a Tua Luz vital cada
célula de meu corpo, expulsando todos os males, pois estes não fazem parte de
meu ser. Na minha verdadeira realidade, como filho de Deus perfeito que sou, não
existe doença; por isso que se afaste de mim todo o mal, todos os bacilos,
micróbios, vírus, bactérias e vermes nocivos, para que a perfeição se expresse
no meu corpo, que é templo de Divindade.
Pai teu Divino filho Jesus disse: pedi e recebereis, porque todo aquele que pede
recebe, portanto, tenho absoluta certeza de que a minha oração da cura já é a
própria cura. Para mim agora, só existe esta verdade: a cura total. Mesmo que a
imagem do mal permaneça por algum tempo no meu corpo, só existe em mim agora a
imagem mental da cura e a verdade da minha saúde perfeita.
Todas as energias curadoras existentes em mim estão atuando intensamente, como
um exército poderoso e irresistível, visando os inimigos, fortalecendo as
posições enfraquecidas, reconstruindo as partes demolidas, regenerando todo o


meu corpo.
Sei que é o poder de Deus agindo em mim e realizando o milagre maravilhoso da
cura perfeita.
Esta é a minha verdade mental. Esta portanto é a verdade do meu corpo.
Agradeço-te, oh! pai, porque Tu ouvistes a minha oração.
Dou-te graças, com toda alegria e com todas as forças interiores porque tua
vontade de perfeição e saúde aconteceram em mim, em resposta ao meu pedido.Assim é e assim será.
Um fraternal abraço, e a nossa vibração com a certeza de que a Paz se fará em
seu mundo íntimo.


Prece de Encerramento

Deus eterna Bondade



"Deus de eterna bondade, em prece de louvor entrego-te minha alma,
sê bendito meu pai em todos os recursos, ferramentas, processos e medidas dos quais te utilizasses à fim de que eu perceba que tudo devo à ti.
Agradeço-te pois o tesouro da vida,
a presença do amor,
a constância do tempo,
o sustento da fé,
o calor da esperança que me acena o porvir,
o santo privilégio de servir,
o pensamento reto que me faz discernir o que é mau e o que é bem, na clara obrigação de nunca desprezar ou de ferir alguém ...
Agradeço-te ainda, a visão das estrelas à esmaltarem de glória o lar celeste,
as flores do caminho,
os braços que me amparam e os gestos de carinho dos corações queridos que me deste.
Por tudo te agradeço e QUANDO te aprouver despojar-me dos bens com que me exaltas ... ensina-me senhor à devolver tudo o que me emprestas-te ...
Mas por piedade ó pai , deixa-me em tudo por apoio e dever , a benção de ACEITAR e o dom de COMPREENDER. " -


Momento da Fluidificação das águas (bênçãos).


Santo André Expansão Evangelizadora do Lar
Brasil e Portugal, para: A Europa e o Mundo.
Por uma Humanidade mais Cristã!


Rinnovo dell'Anima :
Nossas ferramentas de comunicação, associem-se ao nosso Grupo e Blog:
Ananias Luiz Barreto ananiasbarreto@gmail.com
Hananias Huiz Bharreto peregrinosnolar.evangelho@gmail.com


Marcos Evangelista


Victor Passos


Novos Links - façam.- se seguidores


Evangelho do lar S.André Expansão




Espiritismo em Debate


Atendimento Fraterno Directo




Acessem nossos links abaixo que encontrarão lá os temas.
Nosso Grupo – http://groups.yahoo.com/group/evangelhodolar/
Nosso Blog – http://santoandreevangelhodolar.blogspot.com/
Caso não queira mais receber esse tipo de e-mail, por favor, escrevam para:
Ananias Luiz Barreto: ananiasbarreto@gmail.com

Postado por SantoAndre Expansão às Segunda-feira, Agosto,05, 2013

Mensagens populares deste blogue

Um Homem de Bem Teria Morrido

O Evangelho como roteiro para a família

Notícias Históricas ( 2 )