2016/05/29



Santo André Expansão Evangelizadora do Lar
Evangelho no Lar para  30/05/ 2015 com início às 21 horas
AINDA NÃO TENDES FÉ?
Estimadas irmãs e irmãos em Cristo.
Diariamente temos novos elementos em nosso grupo, por isso, esclarecemos que se você não desejar receber mais nossas mensagens, pedimos o favor de nos informar através do @ que a recebeu, respeitaremos a manifestação de vossos sentimentos e os respeitaremos promovendo a exclusão se seu e-mail de nossa lista.
Prece Inicial
Senhor, ensina-nos:
A orar sem esquecer o trabalho;
a dar sem olhar a quem;
a servir sem perguntar até quando;
a sofrer sem magoar seja a quem for;
a progredir sem perder a simplicidade;
a semear o bem sem pensar nos resultados;
a desculpar sem condições;
a marchar para frente sem contar os obstáculos;
a ver sem malícia;
a escutar sem corromper os assuntos;
a falar sem ferir;
a compreender o próximo sem exigir entendimento;
a respeitar os semelhantes, sem reclamar consideração;
a dar o melhor de nós, além da execução do próprio dever, sem cobrar taxa de reconhecimento.
Senhor, fortalece em nós a paciência para com as dificuldades dos outros, assim como precisamos da paciência dos outros para com as nossas dificuldades.
Ajuda-nos, sobretudo, a reconhecer que a nossa felicidade mais alta será invariavelmente, aquela de cumprir-te os desígnios onde e como queiras, hoje agora e sempre.
Amem em Jesus
Emmanuel
novologo3.png

3. Leitura do Evangelho

AINDA NÃO TENDES FÉ?

"E levantou-se grande temporal de vento, e subiam as ondas por cima do barco, de maneira que já se enchia.
E ele estava na popa dormindo sobre uma almofada, e despertaram-no, dizendo: Mestre, não se te dá que pereçamos!
E ele, despertando, repreendeu o vento, e disse ao mar: aquieta-te, E o vento se aquietou e houve grande bonança.
E disse-lhes: Por que sois tímidos! Ainda não tendes fé,?" (Marcos, 4:37-40)

Haveria necessidade de o Mestre fazer interromper o processo de um fenômeno da Natureza, a fim de demonstrar a sua autoridade ou revelar o poder de que se achava investido?
Jesus sempre foi partidário da fé espontânea e durante todo o seu messiado nunca se preocupou com a produção de fatos retumbantes. Quando os seus discípulos pediram-lhe que fizesse descer fogo sobre uma aldeia da Samaria, que não os havia recebido, admoestou: "Não sabeis o espírito da vossa vocação".
Quando alguns gregos e judeus proeminentes pediram-lhe que produzisse um fato sobrenatural, para que vissem e acreditassem, negou-se a dar qualquer espécie de sinal.
Pelo contrário, a sua alegria foi das mais intensas quando um centurião acreditou que bastavam algumas palavras suas à distância, para que seu servo ficasse curado, e quando uma mulher curou-se apenas pelo leve toque em sua túnica, segundo a sua crença.
O significado da passagem evangélica narrada por Marcos é de nos ensinar que, qualquer que seja a tempestade que assolar nosso coração, bastará um apelo ao Cristo para que ela se amenize.
Por mais impetuosa que seja a tempestade que ruge dentro da nossa alma, encontraremos na vivência dos ensinamentos evangélicos o meio de fazer com que ela se aquiete.
Quem estiver prestes a sucumbir no mar encapelado da vida, ou sentir suas forças periclitarem devido ao vendaval da adversidade, bastará clamar ao Mestre, e o socorro virá prontamente.
Nas pautas dos Evangelhos deparamos com promessas viva como as que se seguem:
- "Vinde a mim vós que estais sobrecarregados e eu vos aliviarei.
- Buscai antes o reino dos Céus e sua justiça, e tudo vos será dado por acréscimo.
- Bem-aventurado aquele que sofre porque será consolado ! Somos devedores relapsos da Justiça Divina e reiteradamente fazemos uso do nosso livre-arbítrio, escolhendo determinado gênero de vida, muito freqüentemente tornamo-nos veículos transmissores em lamentável processo de falência, e, por isso, solicitamos a Deus nos propicie meios que nos impulsionem na trajetória evolutiva, objetivo comum de todas as almas.
Se solicitamos esses favores e Deus, devido aos imperativos das nossas provações e expiações terrenas previamente escolhidas não no-los concede, é óbvio que uma vez açoitados pela tempestade da adversidade devemos nos lembrar da palavra do Mestre:
- Por que sois tão tímidos? Ainda não tendes fé?".
Se estivermos munidos da fé racional que não consiste meramente em acreditar, mas em discernir, em ter bom ânimo e disposição firme para enfrentar a luta, estaremos em condições de receber de Jesus a ajuda e orientação necessárias para que a tempestade que nos assola seja amainada.
Devemos fazer com que o Mestre esteja sempre atuante, imponente, vivo dentro dos nossos corações. Assim como os apóstolos acordaram-no num momento cruciante, devemos tê-lo presente todas as vezes que carecermos de sustentação.
"Pedi, e vos será dado; buscai e encontrareis; batei na porta e ela se abrirá para vós. Porque todo aquele que pede, recebe; e o que busca, encontra; e, ao que bate, se abrirá a porta" (Mateus, 7:7-8). Ensinando-nos desse modo, o Mestre nos faz compreender que a Justiça Divina não é surda aos que pedem, que buscam, que batem pedindo amparo, desde que o que assim faz seja digno de receber essas dádivas.
Nicodemos sentiu dentro de si a dúvida em torno do renascimento do Espírito em novo corpo, e foi, altas horas da noite, solicitar a Jesus que, através do esclarecimento, amainasse aquela tempestade que ameaçava tão seriamente a sua fé.
O publicano Zaqueu, cujo coração vivia atormentado pelo sopro do remorso oriundo de usurpações cometidas, também procurou o Cristo, durante uma visita que ele fez à sua cidade, tendo o ensejo de recebê-lo em sua casa, onde, numa explosão de júbilo, prontificou-se a repartir metade dos seus bens com os pobres, amainando assim aquela tempestade que ameaçava retardar o processo evolutivo de sua alma. Maria Madalena, assolada pela tempestade das paixões terrenas, demandou o concurso do Mestre, que serenou seu coração e soergueu seu Espírito, predispondo-a para a reforma íntima.
Paulo de Tarso, envolvido pela tempestade do ódio e do fanatismo, recebeu na Estrada de Damasco o convite generoso de Jesus, transmutando-se de perseguidor implacável em defensor incondicional da Boa Nova.
Simão Pedro, atormentado pela tempestade da dúvida, defrontou-se com o episódio da negação (João, 18:25), chorando amargamente e transformando-se num dos mais lídimos paladinos do Evangelho.

Paulo A. Godoy
images (1).jpg
Entendimento do Tema
TUA FÉ TE SALVOU


Jesus emanava fluidos muito bons, tinha grande amor pela humanidade e vontade de ajudar para que todos ficassem bem.
Por isso conseguiu curar a muitos doentes.
Às vezes, bastava Jesus olhar para a pessoa, falar com ela, ou tocá-la, para a cura acontecer.

Mesmo os enfermos estando longe, Jesus os curava, porque ele era ajudado por uma equipe de bons Espíritos, que podiam se locomover para onde fosse necessário, quando o Mestre lhes ordenava.

Mas Jesus não curava a todos os enfermos ou perturbados.
Era preciso que a pessoa apresentasse uma qualidade especial para receber a cura.
Essa qualidade era a fé, a confiança que a pessoa tinha em que a cura era possível e que Jesus podia realizá-la.
A tua fé te salvou, falava Jesus às pessoas a quem ele curava.
E' claro que a cura depende, também, da nossa situação espiritual e não se dará, se a enfermidade que estivermos passando for uma prova ou um resgate, necessários ao nosso progresso intelectual e moral.
Havendo possibilidade de cura, porém, a fé vai fazer a diferença.
Vemos bem isso, no caso em que Jesus, estando no meio da multidão que procurava estar perto dele, de repente falou:
- Quem me tocou?
Ora, todos o tocavam, tentaram os discípulos argumentar, mas Jesus explicou:
- Não, porque de mim saiu uma virtude. Jesus sentira que alguém atraíra os fluidos que ele emanava.
Fora uma mulher que, acanhada, se revelou, então. Há muitos anos ela sofria por uma perda de sangue e, humildemente, tocara a barra da veste de Jesus, desejando ser curada e isso acontecera.

Jesus lhe disse, então: A tua fé te salvou; vai-te em paz, e fica livre do teu mal.
Mas Jesus também costumava alertar aos que ficavam curados:
- Eis que já estás são, não peques mais para que não te suceda algo pior.

A FÉ RACIOCINADA

"Não se turbe o vosso coração: Credes em Deus, crede também em mim." (João, 14:1.)

Ter fé é fundamental para uma vida feliz. Porém, é preciso que seja uma fé raciocinada. A fé não deve ser imposta.
A fé é uma conquista, que se consegue através de raciocínio e conclusões.

Ninguém pode se sentir feliz sofrendo, apenas por submissão a Deus. Por mais que costumes e tradições interfiram em nossas convicções, no fundo sempre sobra a pergunta:
"Por que isso acontece comigo?" "Por que não acontece isso com fulano?"
Uma pontinha de revolta pode permanecer em nossas mentes e impedir a confiança e, assim também, provocar a insatisfação e até a infelicidade.

Enquanto tivermos dúvidas quanto à grandeza e à justiça de Deus, não poderemos ter a fé verdadeira. É importante pensar: Fui criado com sabedoria.
Portanto... para crescer, para me aperfeiçoar e nunca para fracassar. Se fracasso e sofro é porque ainda sou pequeno, mas, estou crescendo e, à medida em avanço gradativamente, elimino os perigos de cair novamente.
Assim, estou a cada dia mais firme e, consequentemente mais feliz. Compreendo que, assim como tiramos das mãos das crianças os objetos perigosos e com isso as fazemos chorar. Deus tira de nós certas regalias que, certamente, nos oferecem perigos...

Embora ainda tenhamos dificuldade para perceber ou entender isto, devemos meditar sobre o assunto; que tem muita lógica!... Assim como a injeção ou a cirurgia reparadora primeiro causam a dor e e depois promovem a cura, da mesma forma também o burilamento ou a correção do espírito, primeiro nos fere e nos causa a dor, mas depois nos aprimora e nos torna mais fortes.
Para se tornar brilhante e útil o cascalho tem que passar pelo burilamento. Por pior que seja a nossa situação no momento, pensemos sempre que o sofrimento é o remédio amargo e doloroso que vai atuar na solução e cura da alma, para nos levar a uma situação melhor.

O importante é pensar o seguinte: -Nunca perecerei, porque sou eterno e vivo em conformidade com as Leis de Deus, meu Criador!

-No momento, o que sofro faz parte do aprendizado que me faz crescer;
-Este é o recurso que está sendo usado para melhorar minha vida;
-A minha convicção me reforça;
-Sei que nunca estarei só, jamais serei abandonado ou esquecido. Pois estou convicto de que sou criação Divina.
imagesKZBDL5UM.jpg
Vibrações

Senhor ilumina todos os lares, hospitais, Hospícios, cadeias e todo Universo de
necessitados.
Pai celestial, que habitais o meu interior, impregna com a Tua Luz vital cada célula de meu corpo, expulsando todos os males, pois estes não fazem parte de meu ser. Na minha verdadeira realidade, como filho de Deus perfeito que sou, não existe doença; por isso que se afaste de mim todo o mal, todos os bacilos, micróbios, vírus, bactérias e vermes nocivos, para que a perfeição se expresse no meu corpo, que é templo de Divindade.
Pai teu Divino filho Jesus disse: pedi e recebereis, porque todo aquele que pede recebe, portanto, tenho absoluta certeza de que a minha oração da cura já é a própria cura. Para mim agora, só existe esta verdade: a cura total. Mesmo que a imagem do mal permaneça por algum tempo no meu corpo, só existe em mim agora a imagem mental da cura e a verdade da minha saúde perfeita.
Todas as energias curadoras existentes em mim estão atuando intensamente, como um exército poderoso e irresistível, visando os inimigos, fortalecendo as posições enfraquecidas, reconstruindo as partes demolidas, regenerando todo o meu corpo.
Sei que é o poder de Deus agindo em mim e realizando o milagre maravilhoso da cura perfeita.
Esta é a minha verdade mental. Esta portanto é a verdade do meu corpo.
Agradeço-te, oh! pai, porque Tu ouvistes a minha oração.
Dou-te graças, com toda alegria e com todas as forças interiores porque tua vontade de perfeição e saúde aconteceram em mim, em resposta ao meu pedido.
Assim é e assim será.
Um fraternal abraço, e a nossa vibração com a certeza de que a Paz se fará em seu mundo íntimo.
Prece de Encerramento
Mestre Sublime Jesus
Fazei com que entendamos a vossa vontade e nunca a nossa, entregando-nos às vossas mãos fortes para conduzir-nos;
Permite que possamos desincumbir-nos dos deveres que nos cabem, mas, não
conforme os nossos desejos;
Lançai Vosso olhar sobre nós, a fim de que tenhamos a claridade da Vossa ternura, e não as sombras da nossa ignorância;
Abençoai os nossos propósitos de servir-Vos, quando somente nos temos preocupado em utilizar de Vosso santo nome para servir-nos;
Envolvei-nos na santificação dos Vossos projetos, de forma que sejamos Vós em nós, porquanto ainda não temos condição de estar em Vós;
Dominai os nossos anseios de poder e de prazer, auxiliando-nos na conquista real da renúncia e da abnegação;
Ajudai-nos na compreensão de vossos labores, amparando-nos em nossas
dificuldades e socorrendo-nos quando mergulhados na argamassa celular;
Facultai-nos a dádiva de Vossa paz, de modo que a distribuamos por onde quer que nos encontremos e todos a identifiquem, compreendendo que somos Vossos servidores dedicados......e porque a morte restituiu-nos a vida gloriosa para continuarmos a trajetória de iluminação, favorecei-nos com a sabedoria para o êxito da viagem de ascensão, mesmo que tenhamos que mergulhar muitas vezes nas sombras da matéria, conduzindo porém, a bússola do Vosso afável coração apontando-nos o rumo.
Senhor!
Intercedei, junto ao Pai Todo Amor, por Vossos irmãos da retaguarda, que somos quase todos nós, os trânsfugas do dever.
Oração do Santo de Assis trazida no livro
Divaldo Pereira Franco pelo Espírito de Manoel Philomeno de Miranda.
Acessem nosso Blog - http://santoandreevangelhodolar.blogspot.com/ ,
Lá encontrarão os temas já divulgados e toda a programação para Fevereiro de 2.013.
Momento da Fluidificação das águas (bênçãos).
Santo André Expansão Evangelizadora do Lar
Brasil e Portugal, para: A Europa e o Mundo.
Por uma Humanidade mais Cristã!
Rinnovo dell'Anima :
Nossas ferramentas de comunicação, associem-se ao nosso Grupo e Blog:
Ananias Luiz Barreto ananiasbarreto@gmail.com
Hananias Huiz Bharreto peregrinosnolar.evangelho@gmail.com
Marcos Evangelista
Barretomarcosevangelistabarreto@gmail.com
Acessem nossos links abaixo que encontrarão lá os temas.
Nosso Grupo – http://groups.yahoo.com/group/evangelhodolar/
Nosso Blog –http://santoandreevangelhodolar.blogspot.com/
Caso não queira mais receber esse tipo de e-mail, por favor, escrevam para:
Ananias Luiz Barreto: ananiasbarreto@gmail.com
Orientador-Victor Passos



















Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *